sábado, 30 de maio de 2009

Realização de um sonho

Big Brother (Isa 30-05-08)








Alguns têm na vida um grande sonho e faltam a esse sonho. Outros não têm na vida nenhum sonho, e faltam a esse também

Fernando Pessoa "Livro do Desassossego"

Não quero, meu irmão, fazer parte dos "alguns" de que Fernando Pessoa fala. Aliás nunca poderia. Pois eu, tal como F. Pessoa "tenho em mim todos os sonhos do mundo" Assim, decidi fazer algo que sonho há muito: Passear contigo nesta nossa bela cidade, que tu há muito não vês...

sexta-feira, 29 de maio de 2009

IMAGINAÇÃO

Fotos feitas por Isa em 28-05 -09


As figuras imaginárias têm mais relevo e verdade que as reais
Fernando Pessoa "Livro do Desassossego"


Jessica

minha sobrinha



A Mulher Inspiradora Mulher, não és só obra de Deus; os homens vão-te criando eternamente com a formosura dos seus corações, e os seus anseios vestiram de glória a tua juventude. Por ti o poeta vai tecendo a sua imaginária tela de oiro: o pintor dá às tuas formas, dia após dia, nova imortalidade. Para te adornar, para te vestir, para tornar-te mais preciosa, o mar traz as suas pérolas, a terra o seu oiro, sua flor os jardins do Verão. Mulher, és meio mulher, meio sonho.

Rabindranath Tagore, in "O Coração da Primavera"

domingo, 24 de maio de 2009

Homenagem a um amigo - Ernesto

"Serenata à chuva"

Serenata ao Sol (Isa 25-05-09)



“Duas verdades em que os homens em geral nunca acreditarão: a primeira, a de não saber nada, a segunda, a de não ser nada. Acrescente a terceira, que depende muito da segunda: a de não ter nada a esperar depois da morte”
Autor: Leopardi , Giacomo

“Se é mesmo verdade o que os sábios nos dizem e se existe um lugar que nos acolhe (depois da morte), talvez o amigo que acreditamos extinto tenha apenas nos precedido”
Autor: Séneca



Não sei qual destas citações é verdadeira meu amigo. Nem tão pouco sei se existe alguma verdade em alguma delas. (???)
Desde muito cedo que convivo com a morte, e nunca, nenhum dos que amo que já partiram, (apesar de eu o desejar muito) me disse o que vamos encontrar.

Assim - e como eu me encontro ainda no mundo dos vivos - eu prefiro, eu quero, acreditar nas palavras de Séneca, porque são, sem dúvida, mais reconfortantes…

Escolho acreditar que existe um local que nos acolhe depois da morte, e que, no dia em que chegar a minha vez, irei encontrar todos os que amo esperando por mim para celebrarmos juntos, ah… aí sim… a festa da vida ! A foto que te fiz, amigo, prova o meu desejo: “ A serenata à chuva” que fizeste para nós, num convivio que jamais esquecerei, transformei-a numa serenata ao Sol. Numa paisagem quase irreal, fazendo lembrar o belo continente onde viveste e que tanto amavas : África.

Espera por mim amigo. Entretanto...
faz muitas serenatas ao Sol
Isa - 25-05-09

O Homem do Espaço

Rui (Isa 24-05-09)
O espaço é um corpo imaginário, como o tempo é um movimento fictício
Fonte:
"Tal Qual II" Autor: Valéry , Paul

sábado, 23 de maio de 2009

Um sonho de mulher - Citações

Minha sobrinha Jessica (Isa - 23-05-09)

Citações acerca da mulher

Fragilidade, o teu nome é mulher!
Autor: Shakespeare , William

Ela flutua, ela hesita: em suma, ela é mulher
Autor: Racine , Jean
Não se nasce mulher: torna-se
Autor: Beauvoir , Simone de

terça-feira, 19 de maio de 2009

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Os meus gatos - Ode ao gato

Elly

Lara

Lara

Simão

Simão


Margarida



ODE AO GATO (Escrito por Pablo Neruda)


Os animais foram imperfeitos,

compridos de rabo, tristes de cabeça.

Pouco a pouco se foram compondo, fazendo-se paisagem, adquirindo pintas, graça vôo.

O gato, só o gato apareceu completo e orgulhoso:

nasceu completamente terminado, anda sozinho e sabe o que quer.

O homem quer ser peixe e pássaro,

a serpente quisera ter asas,

o cachorro é um leão desorientado,

o engenheiro quer ser poeta,

a mosca estuda para andorinha

o poeta trata de imitar a mosca,

mas o gato quer ser só gato e todo gato é gato

do bigode ao rabo, do pressentimento à ratazana viva,

da noite até os seus olhos de ouro.

Não há unidade como ele,

não tem a lua nem a flor tal contextura:

é uma coisa só como o sol ou o topázio,

e a elástica linha em seu contorno firme e sutil

é como a linha da proa de uma nave.

Os seus olhos amarelos deixaram uma só ranhura

para jogar as moedas da noite .


Oh pequeno imperador sem orbe,

conquistador sem pátria, mínimo tigre de salão,

nupcial sultão do céu das telhas eróticas,

o vento do amor na intempérie

reclamas quando passas

e pousas quatro pés delicados no solo,

cheirando, desconfiando de todo o terrestre,

porque tudo é imundo para o imaculado pé do gato.

Oh fera independente da casa,

arrogante vestígio da noite,

preguiçoso, ginástico e alheio,

profundíssimo gato,

polícia secreta dos quartos, insígnia de um desaparecido veludo,

certamente não há enigma na tua maneira,

talvez não sejas mistério,

todo o mundo sabe de ti e pertences ao habitante menos misterioso talvez todos acreditem,

todos se acreditem donos,

proprietários, tios de gato, companheiros, colegas, discípulos ou amigos do seu gato.

Eu não. Eu não subscrevo. Eu não conheço o gato.

Tudo sei,

a vida e o seu arquipélago,

o mar e a cidade incalculável,

a botânica o gineceu com os seus extravios,

o pôr e o menos da matemática,

os funis vulcânicos do mundo,

a casca irreal do crocodilo,

a bondade ignorada do bombeiro,

o atavismo azul do sacerdote,

mas não posso decifrar um gato.

Minha razão resvalou na sua indiferença,

os seus olhos têm números de ouro.


Eduardo e Inês

Foto original

Foto digital (Isa - 2009)


Amiga

Foto original

Foto digital (Isa - 2009)

A amizade é uma alma com dois corpos
Fonte: "Ética a Nicómaco" Autor:
Aristóteles

Eduardo Rui

Foto original

Foto digital ( Isa- 2009)


Ana

Foto original

Foto digital

Foto original

Foto digital (Isa- 2009)




domingo, 17 de maio de 2009

Filhote (1 ano)

Filhote

Foto digital (Isa - 2009)


Nunca ninguém conseguirá ir ao fundo de um riso de criança
Autor:
Hugo , Victor

sábado, 16 de maio de 2009

Logan no "país das borboletas"

A criança é o amor feito visível
Autor: Novalis , Friedrich

Visita ao Zoo de Lisboa

Miudo do Zoo



















Os animais selvagens nunca matam por divertimento. O homem é a única criatura para quem a tortura e a morte dos seus semelhantes são divertidas por si
Fonte: "Oceana" Autor: Froude , James


Não há critério seguro para distinguir o homem dos animais
Fonte: "Livro do Desassossego" Autor: Pessoa , Fernando





Sara no jardim das fadas

Sara - Foto original

Sara - foto digital


Mana - foto original

Mana - foto digital


Manas e filhote - foto original

Manas e filhote - foto digital